Flávio Dino faz média com cerveja Magnífica sem fortalecer cadeia produtiva da mandioca

Flávio Dino faz média com cerveja Magnífica sem fortalecer cadeia produtiva da mandioca

Flávio Dino fez média no lançamento da Magnífica, mas seu governo não fomenta a produção da mandioca, matéria-prima para fabricação da cerveja
Não passam de mera jogada midiática as declarações e aparições públicas do governador Flávio Dino (PCdoB) como incentivador da fabricação e comercialização da cerveja Magnífica no Maranhão. Produzida à base de mandioca, a bebida não atende a contento a demanda do mercado local porque a sua matéria-prima não tem uma cadeia produtiva fortalecida, iniciativa que deveria partir do governo.
Diante da fanfarronice e da omissão de Flávio Dino, entidades representativas do setor agrícola e prefeituras de municípios produtores de mandioca começaram a se articular diretamente com a Ambev, dona da marca Magnífica, para definir estratégias de fomento à produção da raiz em maior escala. Carente da matéria-prima para abastecer o mercado de forma satisfatória e lucrar mais. a cervejaria tem dialogado com os setores produtivos e as administrações municipais sem qualquer interlocução governamental.
Acompanhado do deu staff, Flávio Dino experimentou, em primeira mão, a Magnífica
Foi o que aconteceu semana passada, quando reuniram-se, em São Luís, sob a coordenação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), membros da Federação da Agricultura e da Pecuária do Maranhão (Faema), 
do Sindicato Rural de Araioses, o prefeito Hilton Gonçalo, de Santa Rita, município produtor de mandioca; e o gerente Agro Brasil da Ambev, Igor Monteiro.
Um dos objetivos do encontro foi estimular o aumento da produção de fécula de mandioca para o abastecimento da fábrica de cerveja Magnífica, lançada em 18 de dezembro do ano passado no Maranhão. com projeto de expansão que esbarra na baixa oferta da matéria-prima usada na fabricação da bebida,
Flávio Dino anunciou, em discurso, que incentivaria a produção da Magnífica, mas não cumpriu promessa
Reforçando a impressão de que o seu governo não dá a mínima para a cadeia produtiva de mandioca, seja para a produção de cerveja, seja para outros fins, Flávio Dino enviou à reunião apenas um adjunto da Secretaria de Estado da Agricultura (Sagrima), sem qualquer poder de decisão e sem nenhuma proposta oficial.
Presente com boa parte do deu staff ao lançamento da Magnífica, realizado em um restaurante da orla de São Luís, Flávio Dino chegou a discursar no evento, ocasião em que prometeu apoiar a produção da cerveja. Passados dois meses desde a chegada da bebida ao mercado local, o que se vê é o desinteresse do Estado em relação ao produto genuinamente maranhense, que, por sua natureza, tem alto potencial de gerar trabalho e renda e tirar milhares de famílias da miséria.
Por Daniel Matos
Junte-se à discussão